fbpx

Saíram as datas do Enem. E agora?

Saíram as datas do Enem. E agora?

↳por Thiago Charme

Faaaala, lindezas do meu Brasil! Tudo bem com vocês? Espero que sim, dentro do possível e das terríveis circunstâncias.

 Se você ainda se sente confuso com tudo o que está acontecendo, inclusive com o processo de estudos dentro da atual conjuntura, gostaria de dizer que estamos mais do que juntos nessa. 

Quero começar rapidamente fazendo um resumo de tudo que aconteceu em relação ao Enem e demais provas deste ano. A começar pelo dia 19 de maio, quando o Senado aprovou a PL 1.277/2020, que prorrogara os processos seletivos para acesso ao ensino superior, incluindo vestibulares e o Enem 2020. Do Senado seguiu para a para a Câmara dos Deputados. Em junho, os quase 6 milhões de inscritos puderam votar numa enquete realizada pelo Inep naquela que considerariam a melhor data para a realização das provas. Nesse momento, começaram as teorias, falácias, fake news, pesquisas científicas (sic) acerca do que a decisão da enquete acarretaria na realidade. Para você ter ideia, meu consagrado e minha consagrada, foi pouco mais de 1 milhão de votos na enquete, o que não representava nem 20% do total de inscritos. Na enquete, os estudantes teriam que escolher entre dezembro, janeiro e maio para a realização do Enem. No dia 1º de julho, então, sai o resultado, cuja maioria dos votos foi para o mês de maio. Pronto. As especulações de que a prova se realizaria no mês em questão foram fortalecidas. Além da enquete, também foram promovidos encontros com entidades de educação para debater sobre as melhores datas de aplicação das provas. No debate, foi discutida a melhor forma de conciliar os interesses dos estudantes com o final do ano letivo e o calendário acadêmico para 2021. Vale lembrar, lindezas, que a realização do Enem também impacta diretamente no calendário de inscrição para o ProUni, Fies e datas de acesso ao Sisu,  outros programas do governo. Eis que o Ministério da Educação se pronuncia e as novas datas para a realização do Enem são estabelecidas: dias 17 e 24 de janeiro de 2021 para a modalidade escrita e 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 para a modalidade digital. Esta, novidade para todos. 

Com isso, levantou-se novas discussões a respeito do verdadeiro diálogo existente entre Governo Federal, estudantes e entidades estudantis, já que o resultado da enquete por eles promovida não foi levada em consideração. No entanto, meus amores, o que temos de realmente concreto aqui são as datas que, em princípio, já foram definidas. A minha preocupação, de fato, é a mesma do início da suspensão das aulas presenciais por conta do novo coronavírus: e os estudantes que ainda assim não tiveram aulas on-line? Vale o debate de exclusão social ainda? Sim, vale. Logo, a data está aí e não temos tanto muito o que fazer a respeito disso. Por isso, minhas lindezas, o melhor agora é entender que, pelo menos, as dúvidas acabaram. Era isso que nos matava de angústia diariamente. Sabendo das datas, fica aqui a minha solidariedade a quem ainda possui dificuldades para manter os estudos, todavia o que eu quero que você que está lendo este texto entenda todo o aparato que o GabaritaGeo proporcionou e ainda proporciona, ao longo do ano, mesmo sem saber as datas da prova ou mesmo se realmente aconteceria. 

Então, gabaritandos e gabaritandas, precisamos entender que, em meio a uma pandemia, qualquer data seria inviável. Pensemos também nos estudantes que continuam sem acesso a aulas não presenciais e todos os impasses que circundam o Ministério da Educação. Além disso, fiquem muito atentos às novas datas que podem surgir para os vestibulares e demais programas do governo, que podem ser fortemente afetados pela decisão. Apesar de tudo, podemos entender que a data escolhida é a menos pior dentre as demais? Sim, podemos. Porém, precisamos entender tudo que ainda está por trás das datas e da atual situação pela qual todos nós estamos passando. 

Vejo vocês na PÓDIO! ✔

Foco na missão! 

Estamos juntos nessa! 💪🏾💛