fbpx

Estou estudando já faz quatro anos e ainda não passei … VOU DESISTIR!

Estou estudando já faz quatro anos e ainda não passei … VOU DESISTIR!

↳por Thiago Charme

 

Faaaala, concurseiros do meu Brasil! Tudo bem com vocês? 

Outro dia estava conversando com uma aluno do cursinho, para quem dei aula há uns 8 anos. Em seu relato, contou que já estava há quatro anos estudando ininterruptamente para concursos, mas que em nenhum conseguiu resultados satisfatórios. A partir disso, estava decidida a deixar tudo de lado, desistir. Olha… vocês não fazem ideia de como meus olhos se encheram d’água neste momento. Desistir porque tem se dedicado. Não fez muito sentido na hora. Então, marcamos um café em outro dia. Isso era para eu pensar em algo, analisar o que estava acontecendo com ela e que possivelmente era a realidade de outros tantos.

 

É arrasador quando temos aquela sensação de olhar a lista de aprovados e não encontrar o seu nome… Há quem siga tentando, quem determina um prazo para acontecer ou quem simplesmente desista. A minha missão com essa pessoa era convencê-la a não desistir, e eu precisava agir rápido.

 

Comecei uma série de memórias, desde quando era estudante do último ano do ensino médio, passando por todos os processos seletivos, incluindo concursos. Lembrei de quantas vezes pensei em desistir. No entanto, tinha uma coisa que sempre me fazia seguir: o OTIMISMO. Eu nunca fui pessimista e, quando batia aquela vontade, mesmo que ínfima, eu lutava e relutava para que meu senso de otimismo voltasse. Durante a faculdade e minha tentativa de inserção no mercado de trabalho e realização de concursos ficou ainda maior a batalha. Então, sempre me vinha a lembrança da fala de um personagem do filme O Senhor dos Anéis, que eu guardei para toda a vida: “Há algo de bom neste mundo, Senhor Frodo pelo qual vale a pena lutar.” Foi com essa frase que iniciei minha nova conversa com aquela aluna. A partir daí, ficou entendido que se mantivermos nossos pensamentos com otimismo, tudo fica menos trabalhoso, menos duro de suportar, inclusive ficar longe de redes sociais e grupos que colocam uma responsabilidade desnecessária nos concurseiros. Nossa conversa começou a fluir.

 

O próximo passo foi fazer com que ela enxergasse novamente o motivo pelo qual a fez disputar cargos públicos. Há sonhos na trajetória que precisam ser mantidos. Disse a ela que, se possível, fizesse uma lista com seus sonhos e a colocasse em algum lugar visível, para que sempre pudesse lembrar o porquê de ela estar ali, o porquê de ela seguir lutando. Pronto. Arranquei-lhe um sorriso. 

 

Agora, estava prestes a entrar numa zona que talvez tenha sido onde ela (e boa parte dos estudantes que desistem) tenha se perdido: OBJETIVOS e METAS. Ela, como qualquer outro guerreiro dos estudos, precisava saber seu objetivo final e as suas metas. É preciso definir metas que sejam palpáveis. Com isso, aos poucos, é necessário ir aumentando progressivamente o grau de dificuldade delas, até atingir o seu objetivo final. Aqui, também é importante comemorar cada conquista, cada progresso. É esse o seu combustível para motivação. 

 

Partimos, então, para a reorganização da sua rotina. Você deve usar o máximo de profissionalismo na reorganização da rotina. É preciso fazer disso realmente um hábito. É importante, especialmente no início, estabelecer um horário e seguir rigorosamente. Independente do dia da semana, estabeleça um horário que será seguido pelos primeiros 15 dias. O exercício de estudar deve ser o mesmo que qualquer outra atividade física, precisa de disciplina. 

 

Por fim, exercitar o corpo. Muitos estudos acadêmicos comprovam que a atividade física faz bem à concentração, aumenta a capacidade cognitiva, reduz o estresse e aumenta a felicidade, fazendo assim com que a sua capacidade de estudar permaneça por mais tempo. Tente caminhar, correr, nadar, pedalar, etc., no mínimo três vezes por semana Isso fará com que o seu rendimento aumente, assim como sua sensação de bem-estar. Você irá reter informações com muito mais facilidade.

 

Então, gabaritandos e gabaritandas, tudo isso que eu acabei de escrever para vocês, partiu dessa conversa com uma ex-aluna que, por não conseguir identificar o que estava incomodando seu processo de estudos, pensava em desistir. Respira fundo. Repense. Reorganize. E use a frase do personagem de O Senhor dos Anéis para fortalecer seu otimismo. 

 

Vejo vocês na POSSE! ✔

Foco na missão! 

Estamos juntos nessa! 💪🏾💛