Curso de História: o que você precisa saber?!

Voltar

Neste post te contaremos sobre o curso de História, a grade curricular e o mercado de trabalho.

O curso

O curso de História é oferecido como bacharelado e como licenciatura, e tem duração média de 4 anos. No bacharel o estudante terá uma formação mais direcionada para pesquisa, enquanto que na licenciatura o direcionamento é para a área da educação.

Por ser um curso da área de humanas é natural que as leituras e a prática de escrever ocorram em grande escala. Devido a quantidade, o aluno deve se organizar para realizar as leituras e conseguir acompanhar o fluxo das aulas. Além das disciplinas mais teóricas, os estudantes também possuem aulas práticas, ora em visitas a locais históricos ora em práticas de estágio, quando licenciandos.

As chamadas “visitas históricas” podem ser divididas em: Busca em Acervos, História Oral e Pesquisa Iconográfica.

Na Busca em Acervos os estudantes procurarão documentos originais, que embasem seus estudos. Nessa busca, ele aprenderá a acessar arquivos de jornais, documentos raros de bibliotecas, arquivos de instituições públicas e privadas.

Durante a prática da História Oral os alunos realizam entrevistas com pessoas que testemunharam ou vivenciaram acontecimentos relevantes historicamente. As informações dessas entrevistas são riquíssimas, pois os estudantes podem descobrir coisas novas, que não estão nos livros, principalmente as questões sociais e cotidianas.

A Pesquisa Iconográfica, por sua vez, será a prática em que o aluno aprenderá técnicas de análise, sendo habilitado em recuperar informações e usar em suas investigações. As informações disponíveis possuem diversas linguagens e suportes, como fotos, áudios e vídeos.

Durante o curso, o estudante aprenderá a estudar, analisar e discutir aspectos do passado humano. Dentre os aspectos a serem discutidos podemos citar a sociedade, cultura,  economia, cotidiano e relações de poder. Após estudar o passado, observará os desdobramentos na sociedade atual, sendo capaz de perceber o que ainda há  de “herança” e o que modificou totalmente.

As análises e interpretações são sempre pautadas em argumentos científicos e devem ser feitas de modo crítico. O objetivo é resgatar a memória da história da humanidade, contribuir para possíveis transformações sociais e ampliar os conhecimentos sobre a compreensão da condição humana e suas relações.

 

Grade curricular

Vejamos um esboço do que pode ser a grade (sempre lembrando alterações são possíveis de universidade para universidade):

  • Antropologia

  • Brasil Contemporâneo
  • Cultura Brasileira
  • Didática
  • Direitos Humanos
  • Ética
  • Filosofia e Educação
  • Teoria da História
  • História da África
  • História da América
  • História do Brasil Colônia
  • História do Brasil Império
  • História e Museu
  • História Moderna
  • Metodologia Científica
  • Pesquisa no Ensino de História
  • Políticas Educacionais e Gestão da Escola
  • Prática Pedagógica
  • Prática Profissional: Pesquisa
  • Sociologia da Educação
  • Teoria da História

Para além dessas disciplinas, o estudante cursa as chamadas disciplinas optativas. Dentre as opções, de novo a depender da universidade, podemos encontrar: arqueologia, política, religião, gênero, religião e som e imagem. O aluno, já nas disciplinas obrigatórias, aprende um pouco sobre as optativas, mas superficialmente, por isso há a oferta delas, para aprofundamento.

 

Mercado de trabalho

Como citamos, os bacharéis serão habilitados para serem pesquisadores e os licenciando para serem professores.

Quando o curso for de licenciatura, a gama de oportunidades é um pouco maior, pois além de dar aulas em escolas públicas e privadas no Ensino Fundamental e Médio, há a opção de trabalhar em museus, centros de memória cultural, institutos de pesquisa, cursinhos, editoras de livros didáticos, alguma consultoria para produção de conteúdo e outros.

Quando o curso for bacharel, as oportunidades de atuação serão também em museus, núcleos de pesquisa, institutos de preservação do patrimônio histórico, de documentação e outros. Ou seja, excluindo trabalhos relacionados a educação, o bacharel e o licenciando poderão atuar em áreas iguais.

 

Acompanhe-nos no Instagram!!!