Como estudar Gramática para a Fuvest

 

Embora saibamos que os vestibulares, de modo geral, tenham praticamente se unido em prol de uma prova mais interpretativa e escrita, parece que a Fuvest ainda está um pouco longe disso. Tal observação ainda se reforça com a edição passada cujas questões de português estavam profundamente conteudistas, ou seja, estabelecidas pela normatização da gramática da língua portuguesa do início ao fim. 

Sabendo disso, entender de gramática não é estudar do dia para noite aqueles famosos “pontos que eu menos sei”, é importante se debruçar nas gramáticas e observar que a nomenclatura gramatical — algo já raro em vestibulares, como apontei no parágrafo anterior —  exige conhecimentos desde questões de ortografia até sintaxe. Isso quer dizer que, na primeira fase, o candidato estará mais de frente para questões tradicionais, daquelas que fogem do contexto. 

Para tanto, há de se estabelecer como preparação para a fase de escolhas múltiplas (primeira) que classes gramaticais, ortografia, formação de palavras, complementos verbais, colocação pronominal, regência (verbal e nominal) e estilística são os assuntos mais cobiçados. E como isso aparece na prova? Na parte de gramática da Fuvest, há um texto para ser analisado. A partir disso, o avaliador cobra assuntos como os supracitados. 

Já na segunda fase, estamos diante de uma prova puramente contextualizada. A gramática aparece com êxito. 

Por fim, o que de fato devemos esperar da prova de português da Fuvest este ano? Minha resposta é: um pouco de tudo. Isso mesmo. Parece bastante genérico falar isso, mas no último exame, em janeiro de 2021, os candidatos responderam a questões sobre pronomes e tempos verbais, assuntos bastante tradicionais e que fogem muito das atribuições dos vestibulares atuais. Por isso, pense que você estará diante de uma prova que se divide em duas partes, uma objetiva e outra dissertativa, e que ambas exigirão de vocês conhecimentos desde conceitos estruturais das palavras até o sentido que elas estão atribuindo em determinados contextos. 

Geografia- UNICAMP

Geografia- UNICAMP 1) Matriz energética é o conjunto de fontes de energia disponíveis. Os gráficos a seguir representam a matriz energética no mundo e no Brasil, mostrando as fontes de energia renováveis e não renováveis. …

Leia Mais