Cansado de estudar? Aproveite para descansar de modo ativo!

Voltar

Sabemos que o processo de estudo é árduo e que passa por altos e baixos, mas não desanime! Descanse quando necessário e faça escolhas produtivas, quando se sentir confortável.

Listaremos a seguir alguns filmes que você pode usar em seus estudos.

Sociedade dos poetas mortos passa em uma escola de elite. A maioria dos estudantes estão lá por obrigação ou influência dos pais. O personagem principal demonstra sua insatisfação em estar ali e em estudar aqueles conteúdos. O que ele realmente deseja é ser ator.

Nesse contexto, um novo professor de inglês começa a dar aula para esses alunos, mas ele foge da metodologia ortodoxa.  Esse método será pautado principalmente na literatura, mais especificamente a poesia, conquistando e encorajando os alunos por meio dela. Um dos conceitos que o professor utiliza é o “carpe diem”, uma expressão para demonstrar a ideia “aproveita o dia, o momento”, isto é, ele introduz o conceito de finitude, de priorizar suas próprias ideias e vontades.

A partir desse filme, podemos criar alusão aos métodos tradicionais de ensino, ao autoritarismo e relação hierárquica de pais e filhos, rigidez e inflexibilidade, e relação entre alunos e professor. Outra perspectiva que permeia o filme é a questão da saúde mental, pois os jovens estão deprimidos com aquele ambiente escolar nada animador e motivador.

Escritores da liberdade narra a história de uma professora da periferia e é a partir dela, vemos como é a realidade dos seus alunos. O filme demonstrará a defasagem do ensino público e também como os problemas sociais refletem nas escolas.

Os alunos possuem uma postura agressiva e desinteressada, no entanto a professora busca ganhar confiança deles, por métodos diferentes de ensino, para que os conteúdos e os conhecimentos sejam literalmente aceitos. Nessa sua prática “diferentona”, a tolerância e o respeito pelo próximo serão valores fundamentais.

Assim, podemos estabelecer laços com as diferenças monumentais entre o ensino privado e o público, entre a realidade dos alunos de cada um desses ensinos, a acessibilidade aos conteúdos e conhecimentos que cada educação oferece e, principalmente, como o social atravessa os muros da escola e influencia em tudo.

A teoria de tudo é baseado na história do Stephen Hawking, famoso físico. Ele teve Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), doença motoro degenerativa que o impediu de andar, falar, se movimentar, já que afeta os músculos. Hawking morreu recentemente, em 2018, aos 76 anos, e ele só tinha dois músculos do rosto funcionando.

 

 

 

 

 

A trilogia De volta para o futuro, nos mostra uma perspectiva altamente futurista e tecnológica: um garoto, em contato com um cientista, utiliza um carro que pode ir para o passado e para o futuro, porém ele não pode alterar nada nessas idas e vindas. Uma narrativa semelhança com essa, de ir para o passado ou para o futuro, é a história da série Dark.

Dark conta a história de um grupo de pessoa que vive em uma cidadezinha, afetada por um desastre usina nuclear, que tem um buraco negro no meio de uma floresta. Os personagens que passa por esse buraco negro conseguem ver suas vidas (ou a vida dos pais) no passado e também no futuro, porém novamente sem poder interferir.

Na trilogia, as alusões possíveis podem partir do contexto tecnológico, da ciência e da industrialização dos alimentos. Outras perspectivas possíveis são a do bullying, que o personagem vivencia, e a relação homem e animal, demonstrada com a cachorrinha.

Os três filmes do O poderoso chefão possuem como temática maior a máfia italiana e diversas violências. Essa trilogia é importante para entendermos um pouco sobre história, já que seus contextos são de épocas passada, por exemplo o 3º filme, se passa durante a Revolução Cubana, e também um dos personagens é imigrante. Assim, as alusões mais imediatas temos a criminalidade urbana e o tráfico.

Outras alusões possíveis: relacionamentos abusivos (um dos homens bate na espoa), revanchismo, justiça pela próprias mãos e alcoolismo, pois a Lei Seca estava em vigor nos Estados Unidos da América.

 

 

Lorax é um desenho animado sobre crianças que vivem em uma cidade que tudo é artificial: não há árvores, água, natureza, só plástico, sendo obrigados a viverem em uma redoma. O prefeito, ao invés de ajudar e melhorar a cidade, é ganancioso e tem a brilhante ideia de vender oxigênio.

O menino, personagem principal, ouve de sua amiga que um dia já existiu árvore de verdade, porém ele fica em dúvida se essa informação é mesmo verídica e sai da cidade para encontrar respostas, ou uma árvore de verdade.

Desse filme, podemos retirar informações do meio ambiente, da ganancia dos homens, do excesso de comercialização e do abandono parental (o menino sai da cidade sem ninguém).

 

Outras recomendações:

AmarElo- É tudo para ontem, produção da Netflix sobre o show do rapper Emicida no Theatro Municipal de São Paulo, em 2019. Narrativa sobre a produção do projeto de estúdio AmarElo e sobre a história da cultura negra brasileira nos últimos 100 anos.

O auto da compadecida, com direção de Guel Arraes e roteiro de Adriana Falcão, João Falcão e Guel Arraes, é um filme baseada na obra teatral Auto da Compadecida (1955), de Ariano Suassuna.

Os miseráveis, com direção de Tom Hooper, se passa na Revolução de Julho do século 19, entre a batalha de Waterloo e a insurreição republicana de junho de 1832. A temática, portanto, é do pós Revolução Francesa.

Explicando (documentário da Netflix), vídeos curtos, de 15 a 20 minutos, sobre um tema específico. Explica-se de um modo profundo, mas esclarecido, sem senso-comum.

O dilema das redes (documentário da Netflix) oferece dados e falas de especialistas sobre os efeitos do uso excessivo das redes nos jovens e crianças. Também oferece informações e reflexões desconhecidas sobre como os dados são interpretados pelo sistema.

Nerdologia (canal no YouTube) esclarece e fala sobre temas científicos e históricos, como a Guerra Civil dos EUA e História das vacinas.

 

Gostou do nosso post? Acompanhe nosso Instagram também!!