Direito na UFPE? Aqui tem todas as informações!

Voltar

Nesse post te apresentaremos a universidade, o curso de direito, as áreas de atuação, o método de ingresso, como é a prova e um pouco sobre a cidade sede do curso, Recife.

Após a leitura, provável que você confirme sua vontade!

Sobre a UFPE

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) é uma das melhores universidades do país, atendendo os pilares graduação, pós-graduação e pesquisa com maestria. Em 2018, o The Word University Ranckings, assinalou a universidade como a 14º melhor do Brasil e como uma das mil melhores do mundo.

O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e o Índice Geral de Cursos (IGC) intensificam a qualidade da UFPE, pois nas duas avaliações ela tem notas altas, quase máximas, reforçando a qualidade do ensino oferecido aos alunos e também as estruturas e o investimento em professores que oferecem.

A UFPE faz parte de um programa de ampliação do ensino do Governo Federal, expandindo sua atuação para três campi: Recife, Vitória de Santo Antão e Caruaru. Ocorreu também a ampliação de cursos oferecidos, sendo implementados mais de 30 cursos no período de 2005 a 2016.

A ampliação faz parte de dois programas do Ministério da Educação: o de interiorização do Ensino Superior e o de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni). Isto é, o Ministério da Educação quer expandir, mas de forma a atender as comunidades de sua região. A interiorização dos campi é necessária para fixar os futuros trabalhadores.

Ma-ra-vi-lho-sa né??? Olha essa fachada então! Da Faculdade de Direto, em Recife.

Como é o curso de Direito

O curso de graduação em Direito na UFPE preza que, para além dos conhecimentos técnicos, os alunos sejam habilitados em refletir e criticar os conteúdos de forma independente. O futuro profissional saberá ter uma participação efetiva na sociedade, construindo, assim, um ponto de partida centrado na justiça, o qual buscará diminuir as desigualdades e respeitará aos valores dos direitos humanos.  Os graduandos conseguem entender como é o funcionamento dos 3 poderes: executivo, legislativo e judiciário, o que os tornam menos alienados.

O curso é um dos mais antigos do país, foi criado em 11 de agosto de 1827 por decreto imperial.

O perfil curricular do curso está articulado para viabilizar que o bacharel desenvolva habilidades e competências para atuar como advogado particular e como profissões jurídicas que exijam aprovação em concurso público. Além das áreas básicas do direito, o aluno estudará as áreas de filosofia, sociologia, economia e política.

Todo bacharel deve passar no Exame de Ordem, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para poder atuar como advogado, é um requisito obrigatório. O aluno pode prestar a prova a partir do 8º período (deve estar matriculado no último ano) e ela possui duas fases. A OAB é o órgão que fiscaliza e orienta o exercício da advocacia, além de possuir um Código e Ética em que os profissionais devem se pautar. Após conseguido a famosa carteira da OAB, o advogado deve pagar uma anuidade para exercer a profissão.

Olha só, que bonitinha!

Áreas de atuação

O bacharel poderá ter seu próprio escritório (autônomo e seu próprio patrão) ou então ser advogado em alguma sociedade. Além disso, poderá atuar junto a movimentos sociais e organizações não governamentais. Já na carreira pública, poderá seguir como promotor (carreira do Ministério Público Estadual), procurador (carreira do Ministério Público Federal), defensor público, juiz, delegado e até desembargador.

Como ingressar?

Para ingressar no curso, o candidato deve prestar a prova do ENEM, sendo as vagas oferecidas no SiSu. Na 1ª entrada, a universidade oferece 100 vagas, sendo 50 para o período da manhã e 50 para o da noite. Na 2ª entrada, são ofertadas 150 vagas, 50 para o período da manhã e 100 para o período da noite.

A duração mínima do curso são 10 semestres (5 anos) e máxima de 16 (8 anos). No geral, os alunos concluem o curso em 11 semestres (5 anos e 6 meses). O curso é oferecido no campus de Recife.

Como é a prova?

No ENEM de 2021, a UFPE estabeleceu como peso e nota mínima os seguintes valores para o curso de Direito:

ÁREA PESO NOTA MÍNIMA
Redação 3 600
Matemática e suas Tecnologias 1 350
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias 3 500
Ciências Humanas e suas Tecnologias 2 500
Ciências da Natureza e suas Tecnologias 1 350

 

Como é Recife?

Dentro da cidade de Recife há o que chamamos de “cidade universitária”, que fica no Oeste de Recife e é formada por 4 bairros. A cidade universitária tem uma população de 818 habitantes, sendo 51,22% masculina e 48,78% feminina, segundo dados do Censo Demográfico de 2010. Além da UFPE, a cidade universitária abriga o Campus Recife do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE).

Se interessou??? Segue o Instagram do GabaritaGeo (https://www.instagram.com/gabaritageo/) então, que lá tem informações sobre universidades do nordeste e do Brasil todo.

 

Para elaborar o post, a autora fez uso do site oficial da Universidade Federal de Pernambuco.