Como escolher o curso da faculdade?

Voltar

Além de ser difícil prestar vestibular/ENEM é muito difícil também saber qual curso deseja seguir. Por isso, nesse post vamos te trazer algumas dicas.

Pratique o autoconhecimento

O autoconhecimento é fundamental para escolher o curso e alcançar realização pessoal e profissional. Quando você se conhece, a sua base é sólida, ou seja, você sabe exatamente o que gosta, o que não gosta, quais são seus pontos fortes e fracos. Isso auxilia a montar suas metas e objetivos de modo realista, analisando a situação sem limitar seu potencial.

No seu processo de autoconhecimento, analise o que te motiva, o que te incomoda, a razão pela qual tal coisa te motiva ou incomoda, seus limites de estudo, de sentimento, de disposição. Além da análise, se faça perguntas como: Como eu ajo? Por que eu ajo assim? O que me faz feliz? Qual marca quero deixar no mundo? Quais são minhas habilidades? Tenho inteligência emocional?

Responda as perguntas com o mais alto grau de sinceridade, para que, posteriormente, quando você pesquisar as áreas e carreiras saiba analisar qual você terá mais afinidade e facilidade. Lembre-se, também, que não basta gostar de algum curso, é necessário que você sinta prazer em cursá-lo e tenha ciência de que as matérias se aprofundarão muito na graduação.

É interessante fazer teste vocacional, existem vários gratuitos na internet. Se você estiver muito em dúvida, há também psicólogos (as) vocacionais, que possuem especialidade em guiar as pessoas para sua escolha de profissão.

 

Áreas

O Ministério da Educação (MEC) não divide as áreas somente em Humanas, Exatas e Biológicas, como comumente pensamos. As áreas oficiais do MEC são:

  • Ciências Exatas e da Terra;
  • Ciências Biológicas;
  • Engenharias;
  • Ciências da Saúde;
  • Ciências Agrárias;
  • Ciências Sociais Aplicadas;
  • Ciências Humanas;
  • Linguística, Letras e Artes.

 

Um pouco mais sobre cada área

As Ciências Exatas e da Terra tem como maior representante a Matemática, pois dentro dessa área os cursos de graduação com certeza terão números e cálculos a serem feitos, além de explorarem o raciocínio lógico para testar hipóteses, fazer medições e predições, solucionar problemas e impulsionar o desenvolvimento tecnológico.

Alguns cursos: Matemática, Estatística, Ciência da Computação, Astronomia, Física, Química, Geografia, Geologia, Oceanografia e Tecnologia da Informação.

As Ciências Biológicas são responsáveis pelo estudo da vida: átomo, molécula, organela, célula, tecido, órgão, sistema, organismo, espécie, população, comunidade, ecossistema, biosfera. Essas ciências estudam as diversidades da vida para entender como funciona.

Alguns cursos: Ciências Biológicas, Botânica, Zoologia, Bioquímica e Ecologia.

As Engenharias usam os conhecimentos científicos, práticos, sociais e econômicos a fim de colocar os recursos da natureza em favor do desenvolvimento humano. Isso significa que as engenharias estão diretamente relacionadas com as ciências exatas e da terra, pois para que se chegue no denominador comum homem x natureza, utiliza-se a matemática, a química e a física.

Alguns cursos: Engenharia Civil, Engenharia Sanitária, Engenharia Elétrica, Engenharia de Transportes, Engenharia de Produção, Engenharia Mecânica, Engenharia de Materiais, Engenharia Química, Engenharia Nuclear, Engenharia Naval e Engenharia Metalúrgica.

As Ciências da Saúde, por sua vez, estudam a tríade vida, saúde e doença. Nelas você apenderá a realizar diagnósticos, indicar tratamentos e realizar acompanhamento de paciente.

Alguns cursos: Medicina, Nutrição, Odontologia, Farmácia, Enfermagem, Saúde Coletiva, Educação Física, Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

Nas Ciências Agrárias, o foco está nas diferentes atividades agrícolas, visando descobrir métodos que mantenham alto desempenho sem prejudicar o meio ambiente.

Alguns cursos: Agronomia, Gestão de Agronegócios, Engenharia Florestal, Engenharia Agrícola, Zootecnia, Engenharia de Pesca, Medicina Veterinária, Ciência e Tecnologia de Alimentos.

Para compreender os relacionamentos que o ser humano estabelece para viver em sociedade, temos as Ciências Humanas. Para compreensão, utiliza-se o passado, as influências dele no presente, os relacionamentos sociais mantidos ou alterados e por qual razão.

Pelas Ciência Humanas podemos ficar mais próximos de entender como funciona a mente humana, como acontece o ensino e a aprendizagem, e o que pode ser feito para aprimorar esses processos.

Alguns cursos: Filosofia, Teologia, Sociologia, Antropologia, Arqueologia, História, Geografia, Psicologia, Pedagogia, Ciência Política e Relações Internacionais.

Em penúltimo, temos a Ciência Sociais Aplicadas, que buscam compreender as necessidades, os interesses e as consequências que a vida em sociedade apresenta.

Alguns cursos: Direito, Administração, Turismo, Economia, Arquitetura e Urbanismo, Desenho Industrial, Ciência da Informação, Museologia, Comunicação e Serviço social.

Por fim, a Linguística, Letras e Artes estudam as habilidades do ser humano de se expressar, tanto seus sentimentos como suas ideias, desde os pensamentos mais simples até os mais complexos.

Alguns cursos: Linguística, Letras, Artes Visuais, Música, Design e Dança.

 

Outras análises

Após selecionar a sua área, ou áreas, pesquise sobre as carreiras em específico, quais são as áreas de atuação, como é a rotina da profissão, a média salarial, se os horários são rígidos ou flexíveis e quais são as habilidades e competências mais requisitadas para o curso.

Quando possível, converse com profissionais formados e também com pessoas que já estão na graduação.

É interessante saber o grau do curso, ou seja, se é licenciatura ou bacharel. O primeiro habilita o formado a ministrar aulas, enquanto o segundo habilita o formado a pesquisar. Além disso, verifique a duração do curso, a grade curricular, os possíveis materiais didáticos (livros, diferentes tipos de lápis e papéis, compasso, régua e outros), se há estágio supervisionado obrigatório ou não.

Cheque, também os indicadores de qualidade: o Índice Geral de Cursos (IGC), o Conceito Institucional (CI) e o Conceito Preliminar do Curso (CPC). O primeiro é sobre a qualidade da faculdade, avaliando por notas de 1 a 5: quanto maior, maior excelência. O segundo é sobre a qualidade das instalações físicas e estruturais, da gestão e do Plano de Desenvolvimento Institucional. O terceiro informa a qualidade do curso e as notas variam de 1 a 5, quanto maior, melhor.

 

Te ajudamos?? Não deixe de nos acompanhar aqui e no Instagram!!