O que estuda em Psicologia? O GabaritaGeo te conta!

Voltar

Neste post, falaremos sobre o curso de Psicologia: grade, atuação, perfil profissional e relato de uma estudante de Psicologia da FAMERP.

Como é o curso de Psicologia?

(Fonte: Flaticon-Smachicons)

 

O psicólogo é aquele que estuda o comportamento humano, cuida do bem estar psicológico das pessoas e pode identificar, em alguns casos tratar, doenças psíquicas. Vale alertar que o psicólogo não pode prescrever medicações, ele encaminhará, quando necessário medicação, para psiquiatras.

Apesar de um curso voltado para o entendimento da mente humana, não é aconselhável escolher a profissão para buscar respostas pessoais ou respostas como um todo, pois isso não ocorrerá. Inclusive, os psicólogos também tem psicólogos.

Além de trabalho individual, em consultório, o psicólogo pode atuar nas áreas da educação, da saúde, do esporte e outras mais. Desse modo, o curso mescla as Ciências Humanas com as Ciências Biológicas.

O curso é bacharel e tem duração média de 5 anos. Nos anos atuais, o curso ganhou muito concorrência e importância, já que o tema saúde mental está cada vez mais em pauta. Como consequência, é um dos cursos mais concorridos nas universidades.

A maioria das universidades exigem estágio obrigatório e a entrega de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Para as disciplinas práticas e para o cumprimento do estágio, é comum que as instituições contem com centros de estudos, clínicas ou hospitais que oferecem serviços de psicologia ou então algum convênio com outras instituições que ofertem.

 

Grade curricular

(Fonte: Flaticon-Genius)

A grade do curso possuía, quase que inteiramente, aulas teóricas, no entanto isso está em mudança e cada vez mais universidades estão colocando os futuros profissionais para atuar com situações reais.

O curso exige bastante leitura, pois estudará diferentes autores, pensadores, estudiosos e linhas de abordagem. Além de ler, o aluno também deverá discutir e debater o que foi lido com colegas e professores.

Algumas disciplinas são:

  • Abordagem Sistêmica das Organizações
  • Avaliação Psicológica
  • Ética
  • História das Ideias Psicológicas
  • Metodologia de Pesquisa
  • Neuropsicologia
  • Pessoas com Deficiência
  • Psicanálise
  • Psicologia Behaviorista
  • Psicologia e Educação
  • Psicologia e Práticas Institucionais
  • Psicologia e Saúde
  • Psicologia e Trabalho
  • Psicologia Fenomenológico-Existencial
  • Psicologia Sócio-Histórica
  • Psicopatologia

Vejamos algumas em específico:

Comportamentalismo Estuda sobre a organização neural das emoções, como desenvolvemos funções mentais, relação do nosso comportamento com a genética e com os fatores internos e externos.
Psicopatologia Estuda as causas e a natureza de doenças mentais, possibilitando que o aluno analise padrões e estabeleça critérios para considerar determinados comportamentos como “normais” ou desvios.
Infância, Adolescência, Idade Adulta e Envelhecimento Estuda os diferentes comportamentos sociais que temos em cada etapa de nossas vidas.
Métodos de pesquisa e Análise de dados Organizar o conhecimento de forma científica, saber analisar os dados de forma qualitativa e quantitativa, elaborar projetos, categorizações, etc.
Avaliação psicológica Aprende a elaborar uma avaliação, a escolher qual será mais eficiente em cada caso, e qual o jeito mais eficiente de aplicá-la.
Psicanálise Fundamentos teóricos como a noção do inconsciente, da subjetividade e do sujeito. Freud certamente será estudado, bem como o Id, o Ego e o Superego.
Psicologia e Educação Relação entre a Educação e a Psicologia ao longo dos anos, como a psicologia é usada na educação, como fatores psicológicos afetam no ensino e aprendizagem, e outros aspectos.
Psicologia e Trabalho Discussão sobre como a atividade do trabalho é fundamental e como o psicólogo se insere nesse mundo. Discute-se também questões de Recursos Humanos, especialmente processos de seleção e recrutamento de pessoas.

 

A profissão está regulamentada desde o dia 27 de agosto de 1962, pela Lei nº4.119. Assim sendo, o profissional só poderá atuar legalmente se tiver o diploma de Psicologia em uma instituição de ensino superior autorizada pelo Ministério da Educação (MEC) e realizar o cadastro no Conselho Regional de Psicologia (CRP) do estado que atuará.

 

Perfil

(Fonte: Flaticon-Freepik)

Ser uma pessoa flexível e com boa inteligência emocional, sabendo diferenciar a sua carga emocional pessoal da sua prática docente. O profissional não deverá atribuir juízos de valores para orientar sua prática, por exemplo: se há um adolescente dissertando que a mãe o xinga, o profissional não deve “tomar as dores” do adolescente e nem fazer acusações e julgamentos sobre a mãe, o seu dever é orientar o paciente e fazer com que ele mesmo chegue em suas conclusões, em suas saídas e em sua melhora.

O psicólogo se baseia quase que inteiramente na fala dos seus pacientes, por isso é de extrema importância ser atento e também saber a hora de intervir. A fala, a linguagem e a comunicação são altamente representativas e simbólicas em uma consulta.

É importante que, ao pesquisar, o aluno leve em conta também a atuação que deseja, pois as universidades variam bastante suas abordagens segundo interesses, por exemplo, se o câmpus possui um hospital, a prática será mais voltada para diagnósticos.

 

Relato da estudante Letícia Martins, que está no curso de Psicologia da FAMERP.

(Fonte: Flaticon-Freepik e Payungkead)

“A FAMERP é muito voltada para teorias comportamentais (análise do comportamento e teoria cognitivo comportamental) e é muito forte em pesquisa, um excelente ponto de partida para seguir carreira acadêmica. Além disso, a área de saúde é muito enfocada na instituição, pois ela possui convênio com o Hospital de Base e oferta, além de Psicologia, Medicina e Enfermagem.

Os estágios ocorrem desde os primeiros anos, o que é ótimo para adquirir experiência e para colocar em prática o que aprendemos. O nosso corpo docente conta com nomes muito renomados, o que faz diferença no nosso currículo, posteriormente.

O nosso curso é integral, o que pode ser ruim para aqueles que necessitam trabalhar. Para aqueles com maior disponibilidade, o câmpus oferece atividades extracurriculares muito interessantes, como o projeto de extensão “adolescer”, que tem objetivo levar conhecimentos sobre saúde sexual, reprodutiva e diversidade de gênero aos adolescentes.

Como percebemos, o número de pessoas prestando o curso de Psicologia aumentou, bem como a visão do “ir ao psicólogo”. O pré-conceito de que quem ia ao psicólogo era “louco” diminui cada dia mais, a ponto de o estranho ser não ir ao psicólogo. Apesar de socialmente isso ser ótimo e necessário, o curso na FAMERP está cada vez mais concorrido e só há duas vagas para cotista, o que é muito baixo.

O Centro Acadêmico (CA) de psicologia, que chamamos de (capsifamerp), é responsável por representar os alunos e os interesses dos alunos na universidade. Temos também uma Empresa Júnior, que ajuda os estudantes a terem mais contato com a área organizacional e com os Recursos Humanos. Ou seja, a FAMERP abre muitas portas.

Por ser uma faculdade do interior paulista, há algumas infraestruturas que podiam ser melhores, mas já notamos o investimento em melhoras, pois além de quadra e piscina, teremos agora uma academia.

Esse ano, será inaugurada a Clínica Escola de Psicologia, e pelo que nos foi mostrado, ela está completa, bem estruturada e bem interessante. Por fim, acho que foi uma conquista gigante para mim, uma sensação de “dever cumprido”. Apesar de não ter achado a prova difícil, sempre levo em consideração que estudei a minha vida toda em escola particular, o que é uma grande vantagem.”

 

O GabaritaGeo te ajuda a conquistar o curso de Psicologia! Corre lá para o nosso Instagram