Qual é a diferença entre o curso de farmácia e o de bioquímica?

Voltar

Neste post esclareceremos as características de cada um desses cursos.

Os cursos

Farmácia

O curso de farmácia é o estudo dos fármacos e medicamentos e sua aplicação na sociedade. Assim, o profissional se dedicará a produzir medicamente e entender os efeitos deles nos usuários, podendo desenvolver desde vacinas até cosméticos.

É escopo de atuação do farmacêutico a pesquisa, desenvolvimento, produção, manipulação armazenamento, controle e garantia de qualidade dos medicamentos em qualquer nível de atenção à saúde.

O conceito de fármaco é, de forma simples, qualquer composto químico de interesse medicinal, seja positivo ou negativo a saúde.

Além das várias horas de estágio obrigatório, o curso tem, em sua grade curricular, matérias como:

  • química;
  • física;
  • noções de cálculo;
  • genética;
  • bioquímica;
  • imunologia;
  • biologia;
  • anatomia;
  • ética;
  • supervisão e controle de qualidade;
  • microbiologia.

Bioquímica

A Bioquímica, por sua vez, estuda os processos químicos que acontecem nos seres vivos, se preocupando com as transformações moleculares da célula. Algumas das matérias ensinadas nesse curso são:

  • biologia;
  • química;
  • física;
  • cálculo;
  • tecnologia;
  • inovação.

As habilidades desses profissionais se aplicam em diversos campos, como o agronegócio, meio ambiente e setor industrial.

O bioquímico também pode atuar com a pesquisa de vacinas, curas, tratamentos, métodos de prevenção, desenvolvimento genético, biotecnologia, produção de alimentos e bebidas e com a bioenergia.

O foco é muito mais voltado para áreas industriais e também para o meio ambiente. A bioquímica une a bioquímica científica, industrial, clínica e toxicológica, de alimentos, educacional, e vários outros fragmentos.

 

Diferenças

O que mais difere ambos os cursos é o direcionamento da graduação: o farmacêutico tem ligação direta com a proporção do bem-estar e cuidados com os seres humanos, mas o bioquímico não tem essa verdade como absoluta, é mais indireto.

Podemos dizer que as áreas são consequência uma da outra, pois o farmacêutico cria os fármacos e o bioquímico estuda as reações no corpo e vice-versa.

 

Atuação do farmacêutico:

  • Análises clínicas e toxicológicas
  • Análises ambientais, para controle de contaminação
  • Cosmetologia
  • Farmacovigilância (análise e controle dos efeitos de medicamentos disponíveis para o consumidor)
  • Vigilância sanitária
  • Manipulação de medicamentos e vendas
  • Farmácia clínica
  • Farmácia industrial
  • Consultoria

 

 

Atuação do bioquímico:

  • indústria;
  • gestão de laboratórios;
  • desenvolvimento de produtos químicos;
  • análise laboratorial;
  • preservação do meio ambiente;
  • setor de alimentos;
  • pesquisa;
  • área acadêmica.

 

Grades

As disciplinas mais presentes no curso de farmácia são as da área da saúde. Nelas há uma visão detalhada dos processos de transformação das matérias químicas em medicamentos: os estudantes aprendem a identificar compostos orgânicos e os efeitos das substâncias químicas no organismo humano. Esse estudo diminui os riscos de reações alérgicas e complicações ao tomar medicamentos. Estuda-se, também, a legislação completa desse setor.

As disciplinas mais presentes no curso de bioquímica são as da biomedicina: biologia celular e molecular, genética e hematologia clínica. Os alunos aprendem a investigar as doenças e os micro-organismos causadores, determinando causas (se fungos, bactérias ou vírus). O estudante é imergido também na interpretação de exames diagnósticos.

Mais recentemente, surgiu um novo curso, o de Farmácia-Bioquímica, que pretende possibilitar que o farmacêutico atua nas análises clínicas.

 

Esclarecemos suas dúvidas? Continue nos acompanhando aqui e no nosso Instagram!